Relembrando: Importante Comunicado do Deputado Federal Valdir Colatto

Anilhas serão disponibilizadas a partir de 21 de agosto.

Brasília 7/8/2012  A partir do dia 21 de agosto todos os criadores de pássaros cadastrados pelo Ibama poderão fazer o pedido das anilhas por meio eletrônico. A informação foi repassada pelo presidente do Ibama, Volney Zanardi, durante audiência, nesta terça-feira (7/8), com os deputados federais Valdir Colatto (PMDB/SC), Nelson Marquezelli (PTB/SP) e Sandro Mabel (PMDB/GO), membros da Bancada Eco Passarinheira na Câmara Federal.

Os anéis, que são indispensáveis para a prática da atividade de criação de pássaros, não estavam sendo disponibilizados a cerca de três anos ao criador amadorista. Quanto ao ressarcimento das anilhas já pagas e não entregues o pedido deve ser feito diretamente ao Ibama.

Sobre a Lista Pet onde constará o nome das espécies que podem ser criadas como animais de estimação, Zanardi destacou que o encaminhamento já foi providenciado e para setembro já deve estar disponibilizada para apreciação. Quanto a IN 10, o presidente informou que está sendo realizado um estudo para análise do que pode ser reestruturado seguindo a Lei.

Os parlamentares cobraram uma solução para as pesadas multas aplicadas por fiscais do Ibama aos criadores de pássaros. São multas absurdas que chegam a custar R$ 200 mil por pássaro, disse Colatto. Zanardi justificou que soube da ação fiscal somente hoje e que haverá uma verificação dos procedimentos adotados pelos fiscais no momento da aplicação das multas.

Durante a audiência os parlamentares entregaram um documento ao presidente solicitando revisão e ajuste da IN 10; participação de representantes da classe na escola da Lista Pet, referente à Resolução 394 do Conama; providências imediatas para a viabilização da entrega de anilhas aos criadores amadoristas e sustação de aplicação de multas aos criadores apenas por equívocos de procedimentos com base em artigos que estão sob discussão e que não haviam sido acatados.

Valdir Colatto – DEPUTADO FEDERAL

Mais informações

Assessoria de Imprensa – Deputado Federal Valdir Colatto (PMDB/SC)
Brasília (61) 3215.3708 e 8115.2828 : Jaque Bassetto
Chapecó (49) 3328.1516 e 8409.1516 : Veruska Tasca

Escreva sua opinião

Não Prenda e Não Solte

Essa lógica está correta. Hoje, o fruto da criação doméstica e os espécimes que estão na mão dos criadores não podem ser soltos. Essa é a questão. Muitos falam em não manter animais em cativeiro e esquecem dos milhões de indivíduos que estão em poder dos criadores, que reproduzem regularmente e que não podem ser soltos. Sem dizer dos considerados domesticados oficialmente. Então, a de se levar em conta esse importante aspecto. Os animais silvestres que estão livres na natureza, são intocáveis e devem lá permanecer superprotegidos. Porém, aqueles que são produzidos domesticamente, dentro dos princípios da sustentabilidade, observado seu respectivo bem-estar, servem para atender a demanda, gerar empregos e rendas, bem como efetivar os esforços de conservação das espécies ameaçadas com reais expectativas de reintroduções oficiais autorizadas.

Não Prenda mas Também Não Solte

Escreva sua opinião